Penas mais duras para motorista que desrespeitar ciclistas

Segundo Senador, a proposta é aperfeiçoar o Código de Trânsito Brasileiro

Ao receber dezenas de ciclistas que fizeram na quinta-feira (3) uma manifestação em frente ao Congresso Nacional em defesa da bicicleta como instrumento de lazer e alternativa de mobilidade urbana, o senador Paulo Paim (PT-RS) destacou projeto de sua autoria que cria o Estatuto do Motorista, com penas mais duras para motoristas que cometem infrações de trânsito e desrespeitam ciclistas.

Segundo o senador, a proposta é aperfeiçoar o Código de Trânsito Brasileiro. “Será um instrumento importante para assegurar direitos, mas, principalmente, para cobrar responsabilidades". "Será um regulamento importante, a exemplo do que existe para o idoso ou para a criança e o adolescente", observou Paim.

Cerca de 100 ciclistas foram hoje ao Congresso para protestar contra a atitude do motorista Ricardo Neis que, no último dia 25, avançou com o carro contra ciclistas que faziam manifestação favorável à difusão do uso da bicicleta como meio de transporte, em Porto Alegre, atropelando 16 deles.

Os ciclistas que estiveram no Congreso pertencem ao Movimento Bicicletada, que representa ciclistas de todo o país e à organização não governamental (ONG) Rodas da Paz, de Brasília. Na ocasião, foram entregues propostas de interesse dos ciclistas ao senador, que é presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado.

Para Paim, o que ocorreu na capital gaúcha "foi uma tentativa de homicídio" e acontecimentos assim vêm contando com a aplicação de penas brandas. "Os ciclistas devem continuar insistindo na defesa do seu direito à segurança, pois só por meio da mobilização, se consegue aprovar alguma proposta no Congresso em benefício da sociedade", disse o senador.

Depois da concentração em frente ao Congresso, os ciclistas percorreram a Esplanada dos Ministérios e fizeram o enterro simbólico do Código Penal e do Código Trânsito de Brasileiro, que, segundo destacou o ciclista Weimar Pettengrill, "estão completamente desatualizados e complacentes com a violência no trânsito".

Fonte: http://gazetaweb.globo.com/v2/noticias/texto_completo.php?c=226058

Anúncios
Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário